02/12/2013 às 09:43 - Atualizado em 18/02/2016 às 20:55

Parabéns aos Síndicos

Perfil do síndico brasileiro

Residencial, comercial ou misto, novo ou antigo, grande ou pequeno não importa. O que interessa é que todo condomínio tem um síndico responsável pelo seu gerenciamento social e econômico, semelhante à atividade de um prefeito de uma pequena cidade que zela pela prestação dos serviços de interesse dos moradores. Em vista da importância do cargo, o Código Civil estabelece, no artigo 1.348, as atribuições do síndico, que vão desde representar ativa e/ou passivamente o condomínio em juízo ou fora dele até providenciar a contratação de seguro da edificação. Pelo transcurso do Dia do Síndico, ocorrido sábado, 30 de novembro, a coluna informativa do Secovi/Zona Sul trata do perfil do síndico, verificado em pesquisas realizadas junto a administradoras de condomínios e os próprios síndicos cadastrados no portal SindicoNet.  

RECEBER CRÍTICAS- Nos últimos dez anos, segundo levantamento do portal, o perfil do síndico brasileiro mudou. O aposentado que tinha todo o tempo livre para se dedicar ao condomínio cedeu lugar ao condômino com idade entre 35 e 55 anos, profissional liberal que conta com o apoio técnico e jurídico de uma administradora de condomínio. Dos mais de 84 mil síndicos cadastrados no portal, 38% são mulheres. Independente da idade, a capacidade do síndico de receber críticas na realização de benfeitorias não mudou. Ao ouvir os descontentes, ele transforma as críticas numa ferramenta para melhorar a gestão do condomínio.

VISÃO EMPRESARIAL- O síndico não precisa ser necessariamente muito extrovertido, mas deve ser capaz de se comunicar bem, seja pela fala ou pela escrita. Parcerias- Se há a possibilidade financeira de contratar uma boa administradora, a opção por dividir o trabalho pesado (referente a questões tributárias, legais, e trabalhistas) é um bom investimento. Visão empresarial- ver o condomínio como um todo: aquela visão de “dono do prédio” está ultrapassada. Hoje, a gestão do condomínio passa mais pelo “vou administrar o local como uma pequena empresa”. Executor de regras- o síndico hoje se vê menos a mercê de seus relacionamentos no condomínio e sabe que, para a sua gestão ser bem sucedida, precisa tratar todos da mesma maneira, sem exceção.

SABER OUVIR- Mesmo com a assessoria de uma boa administradora, o síndico precisa ter visão de curto, médio e longo prazo para ajustar melhor o orçamento às necessidades atuais e futuras do empreendimento. Decisões com apoio- fica cada vez mais para trás a figura do síndico centralizador, dando a passagem para um gestor que toma decisões embasadas nas opiniões da comunidade condominial como um todo. Curiosidade- é claro que ter conhecimento da legislação, gestão, e de finanças é uma “mão na roda” para o síndico, mas não há a necessidade de haver formação prévia nessas áreas para que a função seja bem executada. Muita curiosidade e vontade de aprender podem ser o suficiente. Traquejo social – o síndico não precisa ser a pessoa mais sociável do condomínio, mas precisa ser pelo menos acessível para uma conversa para os demais moradores. Saber ouvir e ser paciente – além de ter o famoso “jogo de cintura”- ajuda a mediar os conflitos entre vizinhos e com funcionários.

PERFIL DO SÍNDICO- Com o propósito de gerar uma reflexão, o portal identifica alguns perfis de síndicos, cujas atitudes e pensamentos podem estar presentes ou não no comportamento de quem exerce a atividade. 

CENTRALIZADOR- “Deixa que isso eu resolvo”. O síndico que se encaixa nesse perfil gosta de resolver as coisas do condomínio sozinho. Não tem o hábito de consultar os condôminos em reuniões e nem procura a administradora ou o Conselho para ter outras opiniões. Ganha na agilidade, mas perde pela falta de participação e algumas vezes, acaba desrespeitando a convenção e a lei.

DEMOCRÁTICO- “O que vocês acham?" O relacionamento com os condôminos é um fator importante em sua gestão. O síndico democrático incentiva a participação de todos e discute abertamente as questões do condomínio. Ganha pelo bom relacionamento e pela transparência da gestão. Perde por, algumas vezes, deixar o processo mais lento por ter de lidar com muitas e diferentes opiniões.

EMPREENDEDOR- “O que o condomínio ganha com isso?” O síndico empreendedor está sempre em busca de negócios que possam trazer benefícios ao condomínio, seja um desconto com um fornecedor ou uma maneira de aumentar a renda do condomínio. Ganha porque está sempre com o orçamento no foco. Perde por dar menos atenção a outros setores importantes. 

PAU PRA TODA OBRA- “Qualquer coisa, me chame!” Está sempre disponível, ajuda nas pequenas urgências, anda com ferramentas. Ganha pela prestatividade e agilidade em soluções. Por outro lado, corre o risco de se perder nas prioridades da administração por tentar atender a todos e a qualquer hora.

OCUPADO - “Agora não posso”. Possui pouquíssimo tempo para lidar com as questões do condomínio e, geralmente, foi eleito porque ninguém quis assumir o cargo. Por causa disso, acaba delegando muitas ou quase todas as funções para a administradora e para o Conselho. Sem a participação do síndico, a responsabilidade dele fica prejudicada.

JURÍDICO - “Segundo a legislação...”. Por serem, na maioria, advogados ou pessoas que trabalham diretamente com as leis, acabam levando essa relação à administração do condomínio. Têm total conhecimento da legislação que envolve síndicos, condôminos e inquilinos e sua prioridade em qualquer ação do condomínio e como enquadrá-la na legislação vigente. Isso dificulta processos que seriam rápidos no condomínio, mas os condôminos têm a certeza de que não há ilegalidades na administração.

10 MANDAMENTOS DO SÍNDICO - Limitar o desgaste, Dividir funções e responsabilidades, Conhecer a legislação, Ter organização, Perceber as demandas, Autoridade sem autoritarismo, Conhecer bem o condomínio, Agir com criatividade, Nunca descuidar da manutenção e Ter boa estratégia de comunicação.  O Secovi/Zona Sul parabeniza aos síndicos de todos os perfis, desejando a eles muita saúde e disposição!

Assessoria de Comunicação do Secovi/Zona Sul

Jornalista Zulmar Hundertmarck Lessa

 

e-mail: zulmarhl@gmail.com

Sobre o Sindicato

Sindicato das Empresas de Compra, Venda, Locação e Administração de Imóveis e dos Edifícios em Condomínios Residenciais e Comerciais da Zona Sul do Estado do Rio Grande do Sul